PT diz que vai usar manifestação da ONU para tentar permissão para candidatura de Lula

(Foto: reprodução/Facebook)

Depois da manifestação do Comitê de Direitos da ONU para que o Brasil garanta os direitos políticos de Lula, o Partido dos Trabalhadores deve se utilizar da medida para tentar na Justiça a permissão para candidatura do ex-presidente.

O candidato do PT a vice-presidente da República, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira (20) que está otimista com a decisão e espera que o Estado brasileiro cumpra com a determinação da Organização das Nações Unidas.

A presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, disse que o partido ainda pretende utilizar a posição da ONU para reivindicar a participação de Haddad nos debates da campanha presidencial.

O advogado de defesa do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, voltou a dizer que a manifestação feita pela ONU tem caráter obrigatório, já que o Brasil é signatário do tratado que criou o comitê e que admite o órgão como tendo jurisdição sobre os países que fazem parte do acordo.

Em nota, o Itamaraty afirmou que a decisão seria encaminhada ao Judiciário, mas teria apenas caráter de recomendação. O registro da candidatura de Lula à Presidência da República foi publicado na sexta-feira (17) e ainda terá que passar pelo crivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ex-presidente Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) a 12 anos e 1 mês de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do triplex do Guarujá, em São Paulo.

Reportagem: Thaissa Martiniuk

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*