Quase 100 homens são presos em Curitiba por violarem medida protetiva contra a mulher

(Imagem Ilustrativa/Alexas_Fotos por Pixabay )

De janeiro a outubro de 2019, a Guarda Municipal de Curitiba prendeu 94 homens por violação de medida protetiva contra a mulher. O mecanismo legal é concedido pelo poder judiciário e protege a mulher vítima de agressão e tem o objetivo de impedir que o agressor se aproxime dela. Em caso de desobediência, o indivíduo é preso.

O superintendente da Guarda Municipal, Carlos Celso dos Santos Junior, explica que a adminitração municipal tem um trabalho de acompanhamento das vítimas de agressão. De acordo com ele, são feitas visitas periódicas e orientações por equipes da patrulha Maria da Penha.

O inspetor Celso ainda ressalta que situações de emergência, que chegam pelo número 153 do Centro de Operações, são atendidas imediatamente pela viatura mais próxima da ocorrência. Por isso, o superintendente da Guarda Municipal reforça a importância de denunciar um caso de agressão contra a mulher.

Nas cidades onde não há uma Delegacia da Mulher, quem precisar denunciar qualquer tipo de abuso pode dirigir-se à Delegacia de Polícia Civil, ou ainda, fazer a denúncia pelos números 181 ou 180. Já em casos de urgência e emergência, ou seja, no exato momento que a agressão esteja acontecendo, a orientação é que quem sofre, ou quem presencie o fato, ligue no 190, da Polícia Militar.

Reportagem: Thaissa Martiniuk