ParanáGeral

Rádio em Movimento: escolha obra que vai representar o Paraná

Votação popular define até domingo obra que integra mostra nacional pelos 100 anos de rádio

 Rádio em Movimento: escolha obra que vai representar o Paraná

Três artistas do Paraná participam da seleção de obras para a Mostra Rádio em Movimento, que comemora os 100 anos da primeira grande transmissão de rádio no Brasil. As obras vão estar em exposição de quarta-feira até domingo (21 a 25/09) no Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR), em Curitiba. A visitação é gratuita. A escolha da obra que vai representar o estado é feita por votação popular pela internet também até domingo, Dia do Rádio. Nesta quarta e quinta, será exibido o documentário “Rádio Educativa do Paraná”, que conta a história de 70 anos da emissora.   

Os artistas Bruno Cruz, Ariane Labre e Luiz Gustavo Vidal realizaram pinturas e intervenções em rádios capelinha, que remetem a história deste meio de comunicação, com representações afetivas e simbólicas, mas também, com a modernidade de um veículo de comunicação que continua sintonizado com as mudanças tecnológicas e sociais no país e no Paraná. 

Na página da mostra também é possível conhecer e votar para as obras que vão representar outros estados e o Distrito Federal. Os 27 rádios escolhidos pelo público para fazer parte da Mostra Rádio em Movimento serão expostos no Museu Nacional da República, em Brasília, em novembro, quando a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (ABERT) comemora 60 anos de fundação.

CONHEÇA AS OBRAS E OS ARTISTAS

O Som que Anda – Luiz Gustavo Vidal

Apaixonado pela mobilidade urbana, Vidal criou uma obra minimalista e colocou movimentos no rádio “capelinha” com a instalação de rodas, mostrando a busca do homem pela agilidade e informação desde os primórdios. O rádio com rodas, o som que anda. Com a informação, o rádio nos leva às novidades mundiais. A evolução da comunicação, a agilidade, o tempo que corre, evolui. No rádio e no mundo, tudo é cíclico. A obra traz também um QRcode e uma gravação do músico e compositor Danilo Caymmi, filho de Dorival Caymmi, sobre os 100 anos do rádio no Brasil.

Luiz Gustavo Vidal é curitibano, advogado, artista visual, desenhista, ilustrador, gravador, muralista e realizador de arte urbana. Participou de inúmeras exposições no Brasil e no Exterior, possuindo obras em várias instituições. Presidente da Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná – APAP/PR, Diretor do Museu Alfredo Andersen e do Centro Juvenil de Artes Plásticas, foi o primeiro presidente da Comissão Nacional de Cultura e Arte do Conselho Federal da OAB.

Fascínio – Bruno Cruz

Inspirado pela ligação dos avós com o rádio e em fotografias antigas de família, Bruno criou cenas em que o antigo se encontra com o novo. Da emoção ouvida por meio dos radinhos a pilha nos estádios aos momentos compartilhados em casa ou com amigos ao redor do rádio, Cruz retrata paixões as paixões do povo brasileiro. O artista também traz um bolsinho na sua obra, costume da avó, que criava uma porção deles para guardar de tudo em casacos e calças. Em Fascínio, o adereço carrega um fone de ouvido.  

Bruno Cruz é um artista visual paranaense, natural de Telêmaco Borba. Sua conexão com a arte vem desde a infância, sendo sua primeira inspiração um quadro de grafite sobre papel feito por sua mãe durante a gestação. Essa história o fascinava e o levou a tentar reproduzir o desenho várias vezes, notando seu interesse sua mãe passou a aplicar alguns exercícios que aguçaram sua percepção artística. Em Curitiba, onde morou durante 8 anos, teve contato com a fotografia e costumava registrar o cotidiano da cidade. Desde então, Bruno trilhou caminhos que o levaram a ter a arte como profissão. Inspirado pelas histórias contadas, fotografias documentais, músicas e memórias, o artista transita entre o passado e presente.

Paraná Conectado – Ariane Labre

As ondas sonoras que levam informação e entretenimento pelos céus do Paraná estão representadas nesta obra. A artista traz araucárias, árvores símbolo do estado, e usa formas e cores para homenagear também a artista Tarsila do Amaral, em referência aos 100 anos da Semana da Arte Moderna. 

Ariane Labre, arquiteta carioca, radicada em Curitiba desde 2000. Durante sua trajetória de vida teve a oportunidade de conhecer os contrastes e realidades dos brasileiros nas muitas cidades em que morou. A necessidade de ampliar seu processo criativo, da arquitetura, para as artes visuais, foi uma forma natural de desenvolvimento como meio de explorar a liberdade. Trabalha com pintura, instalações e fotografia, sendo o uso de materiais que iriam para descarte como peças de madeira, chapas e troncos, e também faz projetos Expográficos e Curadoria, todos fazendo parte de uma forma de explorar as formas de expandir a arte e a ocupação do espaço. Participou de diversas exposições, incluindo 3 participações na Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, com pintura, fotografia e Curadoria.

SERVIÇO

Exposição Rádio em Movimento – Seleção estadual

21 a 25 de setembro
Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR)
R. Barão do Rio Branco, 395
10h-19h
Entrada gratuita

Sessões “Rádio Educativa do Paraná”

21 e 22 de setembro
Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR)
R. Barão do Rio Branco, 395
15h
Entrada gratuita

Votação online

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Paraná: Número de eleitores maiores de 70 anos cresce 31%

Paraná: Número de eleitores maiores de 70 anos cresce 31%

Voto é facultativo nessa faixa etária e a ausência não acarreta em punição ao eleitor

TRE/PR define urnas que passam por auditoria, no domingo (2)

TRE/PR define urnas que passam por auditoria, no domingo (2)

Procedimento de checagem é realizado em 35 urnas eletrônicas, no Paraná

Casamentos no Paraná aumentam quase 8% em julho de 2022

Casamentos no Paraná aumentam quase 8% em julho de 2022

Foi registrado um total de 4.034 casamentos, 7,8% a mais que o verificado em junho

Bancário é suspeito de desvios que ultrapassam R$ 1,2 milhão

Bancário é suspeito de desvios que ultrapassam R$ 1,2 milhão

Na casa dele foram apreendidos documentos, talões de cheque, cartões de crédito e contratos