Recurso pendente é liberado pelo Ministério da Saúde ao Hospital Evangélico

 Recurso pendente é liberado pelo Ministério da Saúde ao Hospital Evangélico

Foto: Reprodução/Google Maps

Foto: Reprodução/Google Maps

Cerca de cinco milhões de reais que estavam retidos pelo Ministério da Saúde foram liberados ontem (22) pelo ministro da Saúde Ricardo Barros ao Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC).

De acordo com o hospital, os recursos já foram depositados nas contas específicas para a compra de equipamentos para vários setores. São verbas públicas destinadas ao hospital e que estavam pendentes entre os anos de 2012 e 2016. Segundo a direção do hospital, a nova UTI Neonatal, inaugurada no final do mês de janeiro deste ano, ficará com um milhão e quinhentos mil reais do valor.

Com esses recursos, será possível dobrar a capacidade de leitos de 20 para 40. Um montante de 499 mil reais também será usado parcialmente na nova UTI Neonatal e no setor de Pediatria. Outros dois milhões e novecentos mil serão destinados para a compra de equipamentos do Centro Cirúrgico, UTIs e outras áreas médicas. Mais R$ 100 mil vão ser direcionados para a compra de respiradores.

Em grave crise financeira, com dívidas de 400 milhões de reais, e sob intervenção judicial desde 2014, o evangélico terá os bens leiloados ainda no primeiro semestre deste ano. A direção tem ressaltado que o hospital vai continuar funcionando.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

A notícia foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

A implantação do programa tem por objetivo diminuir as filas de espera

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem