Registros de acidentes de trânsito em Curitiba sobem 8% no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período de 2019

(Foto: divulgação/ Defesa Civil)

O número de acidentes registrados nas ruas de Curitiba no primeiro semestre deste ano cresceu 8% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com um balanço divulgado nesta sexta-feira (19) pelo Batalhão de Polícia de Trânsito, foram registrados na capital cerca de 2080 ocorrências.

A quantidade de mortes também cresceu: foram 25 entre janeiro e junho do ano passado contra 32 neste ano. De acordo com o BPTran, as vias mais perigosas, com mais registros de ocorrências, foram a Avenida Marechal Floriano Peixoto, com 63, a Avenida Comendador Franco, com 57 e a Avenida Visconde de Guarapuava com 48. O tenente Rafael Kovalski do BPTran diz que os acidentes nestes locais estão relacionados à extensão das vias e ao alto fluxo de veículos.

Outro motivo para o aumento no número de acidentes foi o próprio incremento na frota de Curitiba, que ganhou 18 mil novos veículos no período analisado. O tenente Kovalski alerta que, para modificar este cenário, os motoristas precisam ter responsabilidade ao volante, seguindo as regras de trânsito e os limites de velocidade.

Ainda segundo o balanço do BPTran, durante todo o ano passado, a Avenida Marechal Floriano Peixoto foi a que mais registrou acidentes, um total de 108, seguida pela Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, com 101, e pela Avenida Visconde de Guarapuava, com 87. Estas vias fazem ligação da zona sul com o centro e da região metropolitana com a capital e diariamente recebem um grande volume de veículos.

O BPTran tem intensificado as ações de educação no trânsito, principalmente aquelas voltadas aos motociclistas, já que os acidentes envolvendo este público tem sido mais frequentes.

Reportagem: Juliana Goss