Renda das mulheres aumenta mas média salarial ainda é mais baixa que a dos homens no Paraná

Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

A renda das mulheres aumentou nos últimos seis anos no Paraná mas ainda está abaixo do rendimento dos homens. No primeiro trimestre de 2012, as mulheres ganhavam o equivalente a 67,9% do rendimento masculino. No segundo trimestre de 2018, este percentual passou para 75,2%. No geral, a diferença salarial entre homens e mulheres é de cerca de 25% no Paraná. Os dados são de uma pesquisa do Ipardes, o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social, com base em dados do IBGE.

Segundo o presidente do Ipardes, Júlio Suzuki Júnior, entre os fatores que explicam a diferença salarial está a discriminação no mercado de trabalho.

De 2012 a 2018, subiu em 6,13% o número de mulheres ocupadas no Paraná, enquanto o de homens aumentou 1,66%.  Desde 2012, quase dois milhões de mulheres entraram no mercado de trabalho no Brasil.

No Paraná, foram 136 mil. No primeiro trimestre de 2012, as mulheres eram 42,4% do total de pessoas ocupadas. Na pesquisa mais recente, feito no segundo trimestre de 2018, a participação subiu para 43,4%.

Com relação as horas trabalhadas, de 2012 a 2018, as mulheres tiveram um aumento de 35,6 horas semanais de trabalho para 36 horas. Já os homens, apresentaram uma redução de 42,4 para 40,8 horas semanais, no mesmo período.

A pesquisa do IBGE mostra que o rendimento médio recebido pelas mulheres no segundo trimestre deste ano, é 51,88% maior que no primeiro trimestre de 2012 – passando de R$ 1.300 para R$1.976. O dos homens é maior 37,23%, também comparando os dois períodos.

Reportagem: Felipe Harmata

Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*