Réu acusado de matar fisiculturista Renata Muggiati nega ter cometido o crime

(Foto: Reprodução / Facebook)

O médico Raphael Suss Marques, acusado de matar a namorada e fisiculturista Renata Muggiati, foi interrogado nesta quinta-feira (15) e, segundo a defesa, respondeu a todos os questionamentos feitos em juízo. Esta foi a primeira vez que o médico prestou depoimento à Justiça.

A audiência, realizada no juizado de Violência Doméstica, começou por volta das 14h30 e durou cerca de uma hora. Renata Muggiati morreu no dia 12 de setembro de 2015. Ela estava no 31º andar de um prédio no Centro da capital, no apartamento de Suss Marques. Ele é acusado de asfixiar e depois jogar o corpo da atleta pela janela.

Raphael está preso desde fevereiro deste ano e responde por lesão corporal, fraude processual e homicídio qualificado. O advogado Edson Abdala, que representa o réu, disse que todas as dúvidas processuais foram esclarecidas durante a audiência e nega que o réu tenha cometido o crime.

De acordo com o advogado, após a audiência, a juíza do caso ainda solicitou a produção de outras provas, entre elas, uma nova perícia que deve esclarecer divergências entre dois exames de necropsia sobre a causa da morte da atleta.

O MPPR (Ministério Público do Paraná) e a assistência da acusação reforçam a tese de que Suss Marques asfixiou a vítima e jogou o corpo pela janela do apartamento para simular um acidente. A Justiça, depois de ouvir o réu, agora aguarda até a semana que vem as alegações finais de defesa e acusação.

Depois disso será decidido se Raphael Suss Marques vai, ou não, a júri popular. Em julho de 2018, dois peritos se tornaram réus no caso por causa de um laudo de exame de necrópsia com conclusão falsa quanto à causa da morte da mulher, de acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR). Conforme as investigações, os dois fizeram um novo laudo pericial um mês depois da morte da atleta.

Mesmo sem ter acesso novamente ao corpo, nem aos exames complementares, eles realizaram uma falsa perícia com dados falsos, não relatados ou anotados anteriormente.

Reportagem: Thaissa Martiniuk