Sentido da vida é tema de evento em Curitiba na próxima semana; a jornalista Ana Flávia Silva é uma das convidadas

(Foto: divulgação/PucPr)

A era é da informação. O tempo, de mudanças, e cada vez mais pessoas adoecem física e emocionalmente por não saber qual o sentido da própria existência. A questão é uma das bases da tríade que permeia o desenvolvimento humano; as outras duas são “de onde viemos” e “para onde vamos”.

Diante de um cenário cada vez mais preocupante especialmente pelo número crescente de suicídios, uma iniciativa convida o público a desacelerar. É a terceira edição do Átrio dos Gentios, e quem explica é o coordenador da organização, Rodrigo de Andrade.

De acordo com o Ministério da Saúde, os casos de suicídio no país atingiram um nível recorde em 2016: foram 11.433 óbitos por lesões autoprovocadas intencionalmente. Os dados são os mais recentes e revelam uma média de 31 casos por dia – o maior volume já registrado na série histórica, que começou em 1979.

Somente no Paraná, foram 760 episódios no período, o que leva a pouco mais de dois registros por dia.

O evento vai de 3 a 5 de setembro e a grade inclui diferentes palestras e oportunidades de debate e reflexão. E tudo isso para erguer uma espécie de ponte entre visões e temáticas distintas, com a ajuda inclusive da BandNews.

A emissora vai ser representada pela jornalista Ana Flávia Silva que, além de repórter, é também a idealizadora do projeto “Tudo já existe – a gente só precisa conectar”.

De cinema a relações familiares e de amizade, de saúde mental à rotina acadêmica e projetos de vida, o Átrio dos Gentios conta com outros nomes de peso como o da cineasta Marina Person, o da também jornalista Sônia Bridi e até o do humorista Fagner Zadra.

É que, às vezes, mais do que pensar, é preciso reaprender a acreditar e a rir de si mesmo.

Realizado nas dependências da PUC Paraná, o evento vai ser encerrado com um show do cantor e compositor Almir Sater. Com exceção dessa apresentação, todas as outras são gratuitas e voltadas a todos os públicos. Para saber mais, basta acessar o site do Instituto Ciência e Fé da universidade, que é: cienciaefe.pucpr.br.

Reportagem: Daiane Andrade

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*