Série especial: Acidentes de Trabalho na Indústria: problemas, desafios e iniciativas que transformam

A BandNews FM Curitiba faz uma série especial de reportagens sobre os acidentes de trabalho na indústria. É mostrado um panorama com os principais problemas, os desafios e também são apresentadas iniciativas que fizeram com que os números de acidentes caíssem em indústrias do Paraná. A série é de Felipe Harmata e Lorena Pelanda.

Reportagem 1: Acidentes
Quedas, cortes, choques e até mesmo amputações são os acidentes mais frequentes nas indústrias paranaenses. Os números são altos. Em apenas cinco anos, foram mais de 100 mil auxílios-doença no Estado. Esse é o tema da primeira reportagem da série: “Acidentes de Trabalho na Indústria: problemas, desafios e iniciativas que transformam, com Felipe Harmata e Lorena Pelanda.

 

Reportagem 2: Problemas e questões legais
O Paraná é o quarto estado com mais acidentes no local de trabalho. Para piorar, ainda há indústrias que tentam burlar a lei. Mas há também casos positivos, em que as empresas buscam entender todo o processo de funcionamento da empresa para evitar novos casos.

 

Reportagem 3: Produtividade
Um acidente de trabalho muda toda a rotina de uma indústria. Substituir um funcionário por outro, muitas vezes, faz perder a produtividade da empresa.

 

Reportagem 4: Os bons exemplos
Algumas indústrias tentam fazer diferente e têm boas iniciativas que fizeram com que os números de acidentes de trabalho diminuíssem.  Em uma das empresas foi mudada a operação da máquina e em outra o chamado cuidado ativo faz com que todos se preocupem com os acidentes.

 

Reportagem 5: Prevenção
O uso de equipamentos de proteção é responsabilidade da empresa e do funcionário. A melhor saída sempre é a prevenção. Na última reportagem da série sobre “Acidentes de Trabalho na Indústria: problemas, desafios e iniciativas que transformam”, você confere como a prevenção é fundamental no setor.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*