Servidores do HC decidem continuar em greve

Hospital-de-Clínicas-foto-Rodrigo-Juste-Duarte-152 (2)

Trabalhadores do Hospital de Clínicas de Curitiba decidiram em assembleia nesta quarta-feira (08) pela continuidade da greve que começou na segunda-feira (06). Os funcionários da Fundação de Apoio à Universidade Federal do Paraná, a Funpar, rejeitaram a proposta elaborada nesta terça-feira (07) pelo Ministério Público do Trabalho.

Apesar de decidirem pela continuidade da mobilização, os trabalhadores reduziram o valor do reajuste exigido. Antes eles pediam 20% e agora querem 12%, que seria referente à inflação de 9%, mais perdas salarias históricas. O Sinditest, que representa a categoria, afirma que está cumprindo as exigências do Tribunal Regional do Trabalho, que pediu contingente mínimo de 50% dos funcionários em áreas mais fundamentais de atendimento de pacientes.

Segundo a assessoria do HC, a greve teve uma adesão aproximada de 231 funcionários, do total de 851 funcionários que compõe o quadro em três turnos. Os serviços afetados e os principais impactos até agora foram na Central de Agendamento, nos ambulatórios, Biobanco, e setor de exames, que estão com adesão parcial – atendendo, mas com lentidão. Até o momento nenhuma cirurgia foi cancelada.

Segundo o coordenador-geral do Sinditest, José Carlos Assis, a contraprosta foi enviada às autoridades de conciliação e os trabalhadores aguardam nova reunião.

A Funpar, que aceitou a proposta do MPT, afirma que precisa buscar recursos públicos para um possível reajuste maior. A Fundação alega que tem uma dívida de cinco milhões de reais e não tem como pagar um reajuste maior do que 5,2%.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem