Startups chegam a mil e empregam 10 mil pessoas no Paraná, aponta levantamento

(Foto: Débora Brito/Agência Brasil)

Cerca de 10 mil pessoas trabalham em pouco mais de mil startups no Paraná. Os números fazem parte de um levantamento inédito, e foram divulgados neste final de semana pelo Sebrae Paraná. Startups são empresas que trabalham com soluções e serviços inovadores, normalmente na área de tecnologia, e que propõem um modelo de negócios escalável, que se expande rapidamente. Para Rafael Tortato, coordenador do projeto Startup no Sebrae Paraná, os números mostram que há um grande potencial no setor.

No total, o Sebrae identificou 1.032 startups no Paraná, em todas as regiões do estado. O setor com mais empresas é o de saúde, com 121 startups. Soluções para o agronegócio aparecem em segundo lugar, com 119. Em terceiro lugar, estão soluções para a educação, que reúnem 98 empresas no Paraná. Em média, as empresas pesquisadas têm quatro anos de idade, e empregam uma média de dez pessoas. Para Tortato, isso indica a maturidade dos negócios, que muitas vezes já nascem com uma ideia de potencial global.

O levantamento do Sebrae também trouxe outras curiosidades: para quem acha que startup é coisa de jovem, a idade média dos fundadores surpreende. Eles têm em sua maioria entre 30 e 34 anos, mas há gente com até 73 anos entre os fundadores. A pesquisa também identificou investimentos de R$ 818 milhões nas empresas, a maioria de fora: aquele financiamento próprio, com dinheiro do bolso, se resumiu a apenas R$ 13 milhões desse montante.

A recomendação do Sebrae para quem quiser empreender é investir em gente. Para Tortato, esse é o ingrediente definidor do sucesso de uma startup.

O Sebrae Paraná oferece cursos específicos aos empreendedores de startups, que ajudam na formatação do modelo de negócios e na busca por investidores. Mais informações podem ser obtidas no site startup.sebraepr.com.br.

Reportagem: Estelita Carazzai