STJD denuncia Atlético e goleiro por uso de celular em jogo do Campeonato Brasileiro

(Foto: Ricardo Pereira/BandNews Curitiba)

A polêmica cena de o goleiro Santos, do Atlético Paranaense, mexendo no celular, vai levar o time ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O clube irá responder por infração a regra 4 do futebol, que proíbe a utilização de recursos eletrônicos de comunicação no gramado.

Já o goleiro foi denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por “conduta contrária à disciplina e ética” e pode ficar até seis jogos afastado dos gramados. A pena imposta ao Furacão pode ser de até R$ 100 mil. No dia seguinte ao episódio, que havia sido registrado antes da partida contra o Atlético Mineiro, o clube paranaense tentou se justificar e disse que tudo não passou de uma ação de marketing, em uma campanha contra o uso do celular ao volante.

Sendo verdade, ou não, o time será julgado amanhã (24), às 14h30, na sede do STJD, no Rio de Janeiro. O árbitro do jogo, Luiz Flávio de Oliveira, também pode ser penalizado, por ter deixado de relatar na súmula o uso de celular no gramado. Se condenado, pode ficar sem apitar partidas por um período que vai de 15 a 360 dias, além de ter que pagar multa de até mil reais.