CuritibaGeral

Suspeito de agredir violentamente músico com ofensas racistas é preso

Paulo Bezerra tinha um outro mandado de prisão em aberto, por tentativa de homicídio, em 2019

 Suspeito de agredir violentamente músico com ofensas racistas é preso

Imagem: reprodução/redes sociais

A Polícia Civil prendeu preventivamente na tarde desta quarta-feira (30), em Curitiba, Paulo Cezar Bezerra, de 36 anos, por tentativa de homicídio e racismo contra o músico Odivaldo da Silva, conhecido como Neno, de 55 anos.

O investigado compareceu à delegacia de Polícia Civil no mesmo dia da prisão, onde foi interrogado e o mandado judicial aberto contra ele foi cumprido pelos policiais. Paulo Bezerra tinha um outro mandado de prisão em aberto, por tentativa de homicídio, em 2019.

Veja mais:

Segundo o delegado responsável pelo caso, Danilo Zarlenga, o interrogado disse na delegacia que havia ingerido bebida alcoólica e, por isso, estava alterado. Ele ainda citou que recebe dinheiro de comerciantes da região para espantar andarilhos e arruaceiros com uma tonfa.

No dia do crime, câmeras de segurança flagraram o momento em que o Neno caminha sozinho na calçada quando Paulo Cezar se aproxima junto com um cachorro e aborda a vítima. Em seguida, o hNo dia do crime, câmeras de segurança flagraram o momento em que o Neno caminha sozinho na calçada quando Paulo Cezar se aproxima junto com um cachorro e aborda a vítima.

Em seguida, o homem usa o cassetete para acertar o rosto, a nuca e as pernas do músico. As agressões são acompanhadas de falas racistas. De acordo com a Polícia Civil, a denúncia do crime de 2019 tem características semelhantes.

De acordo com a advogada de defesa do Paulo Bezerra, Daniely Mulinari, ele afirma que já conhecia a vítima e eles tinham um desentendimento antigo. O suspeito nega as acusações.

Para a defesa, Paulo deve responder apenas por lesão corporal e não por tentativa de homicídio e racismo.

Na próxima semana, a Polícia Civil deve intimar os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais que contratavam o suspeito para intimidar moradores em situação de rua.

Reportagem por Leo Coelho.

mariane.abreu

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Irmã da fisiculturista confia que Suss Marques será condenado