Terapia usa jogos virtuais para melhorar mobilidade de idosas

(Foto: divulgação)

É usando a game terapia que idosas atendidas no Hospital das Clínicas, em Curitiba, estão melhorando sua mobilidade. O método é resultado da pesquisa de alunas de Doutorado da Universidade Federal do Paraná, no programa de Educação Física.

A proposta é usar jogos virtuais como recurso terapêutico em idosas que apresentam fraqueza nas pernas, falta de equilíbrio, cansaço e diminuição da velocidade na caminhada.

A fisioterapeuta Audrin Said Vojciechowski é uma das pesquisadoras. Ela conta que o projeto foi direcionado às mulheres acima de 65 anos pelo aumento dessa população e também porque elas apresentam maior fragilidade muscular. O objetivo é dar mais qualidade de vida às pessoas.

A game terapia utiliza jogos que desenvolvem os músculos das pernas e previnem dores articulares. A funcionária pública aposentada, Helena Prestes Lavandoski, de 68 anos, conta que sua mobilidade melhorou após o tratamento.

A ideia das pesquisadoras é expandir o projeto e levar a ferramenta para os consultórios.

O médico que quiser ter a game terapia precisa trabalhar em conjunto com fisioterapeuta ou profissional da educação física, habilitados para a prescrição dos exercícios. O custo médio dos equipamentos é de R$ 800,00, incluindo o vídeo game e os acessórios.

Pacientes interessados em participar da game terapia devem procurar o Hospital das Clínicas para agendamento.

Contato: Anna Raquel – (41) 99681-0664 ou pelo e-mail annaraquelsg@gmail.com. Os atendimentos são de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Reportagem: Kelly Frizzo

(Foto: divulgação)