PolíticaGeral

TRE anula cassação de prefeito e vice de Campo Magro

Decisão avaliou que não houve promoção pessoal mas determinou multa por gastos elevados

 TRE anula cassação de prefeito e vice de Campo Magro

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) anulou a cassação do prefeito de Campo Magro, na Região Metropolitana, Cláudio César Casagrande (PSD), e do vice-prefeito, Osmar Leonardi (PSC). A decisão foi tomada ontem (segunda-feira 9), de forma unânime. Os mandatos tinham sido cassados em setembro de 2021, pela Justiça Eleitoral, com a justificativa de abuso de poder político e econômico por conta do aumento dos gastos com publicidade.

Na época, foi divulgado que a nova gestão teria aumentado em 4.000 % os valores dedicados a estas ações, com cerca de R$ 170 mil investidos na última semana de 2019, com distribuição dos materiais durante o ano 2020, em que o prefeito e o vice se candidataram à reeleição. A nova decisão retirou a cassação por não considerar que havia promoção pessoal ou fins eleitorais nos materiais de divulgação do município, mas multou o prefeito em R$ 10 mil por gastos excessivos. Os dois gestores continuaram a frente da prefeitura de Campo Magro já que a decisão não era definitiva.

Reportagem: Amanda Yargas.

Digiqole ad

felipe.costa

TRE-PR sedia teste dos sistemas de candidaturas e propaganda eleitoral

TRE-PR sedia teste dos sistemas de candidaturas e propaganda eleitoral

Evento é realizado em Curitiba de segunda (23) a sexta-feira (27)

Saúde presta contas ao Legislativo na terça (24)

Saúde presta contas ao Legislativo na terça (24)

Câmara deve discutir recomendação do uso de máscaras em ambientes fechados e com aglomeração

“Só Deus me tira do cargo”, diz Bolsonaro em Curitiba

“Só Deus me tira do cargo”, diz Bolsonaro em Curitiba

O presidente da República cumpre agenda em Curitiba durante este sábado (21)

E-mail racista teve remetente forjado, aponta Câmara

E-mail racista teve remetente forjado, aponta Câmara

Resultado preliminar foi apresentado ao TJ e justifica recurso que pode reverter suspensão de julgamento