UFPR divulga edital do vestibular 2017/2018, que terá bancas para cotistas antes da primeira fase

Foto: Divulgação / UFPR

O vestibular deste ano da Universidade Federal do Paraná terá duas principais mudanças em relação ao anterior. O edital já está disponível desde ontem (terça, 1º) no site do Núcleo Concursos da UFPR. Entre as alterações nas regras está o número de convocados para a segunda fase do vestibular.

Agora, para todos os cursos, o índice de convocados será o triplo do número de vagas. Antes, para cada curso havia um critério diferente. A outra mudança é na data da avaliação das bancas validam a autodeclaração de candidatos cotistas, quando ele diz se é preto, pardo ou indígena. Essa data agora será antes da aplicação das provas da primeira fase do vestibular.

De acordo com a reitoria da UFPR, a mudança vai possibilitar que alunos que tiverem o registro indeferido possam se inscrever para a concorrência geral e não percam o concurso.

No ano passado, quando a banca de validação de cotas começou a avaliar as declarações de pretos e pardos, 158 pessoas tiveram os registros indeferidos e não puderam fazer a prova. A avaliação da banca, que neste ano será entre os dias 9 e 20 de outubro, é baseada na cor da pele, textura dos cabelos e aspectos faciais. Também haverá pela primeira vez uma banca para validar candidaturas de indígenas. Essa avaliação é feita com base em documentação. Outra banca, também inédita, vai avaliar laudos médicos apresentados por candidatos inscritos para vagas destinadas a pessoas com deficiência. De acordo com o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, as bancas foram implantadas para evitar fraudes.

De acordo com o reitor, não há como precisar se houve alguma fraude em outros vestibulares. Até este ano, a autodeclaração era o único mecanismo de controle das pessoas que tinham direito a cotas na universidade federal.

Como já ocorre desde 2015, a universidade vai destinar 50% das vagas para candidatos que cursaram ensino médio integralmente em escolas públicas, conforme a lei de cotas, de 2012. Metade desses 50% é destinada a candidatos com renda familiar mensal bruta de um salário mínimo e meio por pessoa da. A outra metade é para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência, independentemente de renda familiar.

Sobre o número de pessoas convocadas para a segunda fase, o reitor da UFPR afirma que a medida vai diminuir o número de provas discursivas a serem corrigidas, o que deve melhorar a qualidade das correções.

Para o vestibular do ano que vem, do fim de 2018, serão incluídas nas provas da primeira fase questões das disciplinas de filosofia e sociologia. As provas vão passar a ter 90 questões no total.

No edital deste ano, as únicas alterações no quadro de vagas, em relação ao vestibular anterior, se referem a cursos ofertados no Litoral. No Centro de Estudos do Mar, em Pontal do Paraná, os cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária e de Engenharia Civil terão o número de vagas para o vestibular reduzidas de 40 para 32 cada em cada curso. Em Matinhos, o Setor Litoral vai suspender temporariamente a oferta de vagas no curso de Bacharelado em Gestão Ambiental. A previsão é retomar a oferta no vestibular seguinte, após uma reforma curricular para modernizar o curso.

As inscrições do vestibular da UFPR neste ano podem ser feitas exclusivamente pela internet, de 16 de agosto até às 11 horas da noite do dia 14 de setembro. A taxa de inscrição é de R$ 120 para candidatos regulares e R$ 119 para treineiros. No total, são 5.524 vagas – 4.734 para o primeiro semestre e 790 para o segundo, em 119 cursos. As provas da primeira fase são no dia 29 de outubro; e na segunda, dia 26 e 27 de novembro. O edital e outras informações estão disponíveis no site do Núcleo de Concursos, o nc.ufpr.br

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*