CuritibaGeral

UFPR lança observatório contra violência sexual

A iniciativa surgiu do projeto de extensão com foco em crimes cibernéticos

 UFPR lança observatório contra violência sexual

Foto: André Filgueira/UFPR

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) lança nesta quarta-feira (22) o Observatório Proteca, voltado para o combate da violência sexual de recém-nascidos, crianças e adolescentes. A iniciativa surgiu do projeto de extensão Prevenção ao Aliciamento de Crianças e Adolescentes – com foco em crimes cibernéticos. A iniciativa é fruto de uma parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e responde a um edital da Secretaria Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente, vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Segundo os dados divulgados pelo Unicef e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública em outubro indicam que entre 2017 e 2020, 180 mil brasileiros de 0 a 19 anos sofreram violência sexual, uma média de 45 mil por ano. Um terço das vítimas é de crianças de até 10 anos. Oitenta por cento das vítimas de violência sexual são meninas. Para elas, um número muito alto de casos concentra-se no período dos 10 aos 14 anos de idade. Para os meninos, o crime é mais frequente na infância, especialmente entre os 3 e 9 anos de idade.

A maioria dos casos de violência sexual contra meninas e meninos ocorre na residência da vítima. De acordo com a Coordenadora do Observatório, Professora Elenice Novak, o observatório deve agregar instituições públicas, privadas e organizações sociais.

O lançamento do Observatório Proteca será nesta quarta-feira (22), às onze horas da manhã, na Sala de Conferências do Setor de Ciências Sociais Aplicadas da UFPR, na Avenida Prefeito Lothário Meissner, 623, Jardim Botânico, Curitiba

Band News Curitiba - 96,3 FM

Athletico perde para o Flamengo por 5 a 0

Athletico perde para o Flamengo por 5 a 0

O Athletico foi derrotado por 5 a 0 pelo Flamengo, no Maracanã, neste domingo (14)

Estudante morre em festa universitária na Pedreira Paulo Leminski

Estudante morre em festa universitária na Pedreira Paulo Leminski

Principal suspeita é que o jovem tenha sido agredido e arremessado na água

Van que levava professores foi arrastada após batida

Van que levava professores foi arrastada após batida

O caminhoneiro fez o teste do bafômetro que deu resultado negativo para a ingestão de