Único exemplar de Bonsai de Araucária no mundo é curitibano

(Foto: reprodução/Facebook)

As imponentes Araucárias que figuram as paisagens paranaenses ganharam uma versão mini. Uma só, mesmo. Com 95 centímetros de altura, um bonsai de Araucária chama atenção em meio a outras miniaturas de árvores na loja Bonsai Curitiba.

A planta, com 24 anos de idade, é resultado de pesquisa e muito trabalho do bonsaísta Renato Hoenig.

Foram 15 anos de trabalho até que a árvore tomasse a forma e o tamanho desejado. Depois disso, ele faz apenas a manutenção, com poda a cada dois anos. Até por isso, ela não produz pinhas, mas tem galhos e copa iguais aos das originais, que podem chegar a 25 metros de altura. Além de toda a dedicação, foi preciso também muita paciência.

Cultivar a “árvore em bandeja” é uma arte milenar. Não existem registros que comprovem exatamente como e quando a técnica surgiu. Apesar da associação entre o cultivo de bonsai e a cultura japonesa, na verdade, foram os chineses os primeiros plantar árvores e arbustos em vasos de cerâmica.

Mas foi com a vinda do imperador do Japão, Jakihito, a Curitiba, que Renato se interessou pelo assunto. Ele viu em uma reportagem de tv a visita do nobre a uma chácara de bonsais em São José dos Pinhais. Mais tarde, um amigo renovou o desejo de conhecer melhor as plantinhas. O aprendizado foi autodidata.

A planta fica em exposição na loja que a irmã e a sobrinha de Renato mantém no bairro Capão Raso, em Curitiba. No local, outros exemplares de Bonsai estão à venda. Mas a de Araucária é intacta. Mesmo com ofertas de até R$ 25 mil, ele diz que não abre mão da miniatura.

Outras miniaturas da coleção particular de Renato estão em exposição na loja. Há tamanhos e formatos variados, inclusive uma plantinha com apenas 7 cm de altura. Mas a raridade paranaense é a que mais chama atenção dos visitantes.

(Foto: reprodução/Facebook)

Reportagem: Ana Flávia Silva

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*