Bebês devem receber segunda dose da vacina contra a gripe

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Apenas 36 por cento dos bebês que têm direito à segunda dose da vacina contra a gripe já receberam a dose extra em Curitiba. O dado é da Secretaria Municipal da Saúde. Nos bebês, que estão sendo vacinados pela primeira vez contra o vírus da gripe, a imunização deve ser feita em duas doses, com intervalo de 30 dias. Já as crianças que foram imunizadas no ano passado, estão completamente protegidas depois da primeira dose.

Segundo a enfermeira da Central de Vacinas, Raquel Farion, se não tomar a segunda dose o bebê corre o risco de pegar gripe.

A vacina contra a gripe reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Estudos demonstram que a vacinação contribui para a redução de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. Por isso é preciso cuidar para não deixar atrasar a segunda dose.

A dose é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), gratuitamente, para crianças com idade entre seis meses e menores de cinco anos, pessoas com 58 anos ou mais, gestantes, mulheres que tiveram filhos em até 45 dias, profissionais da saúde e indígenas. Em Curitiba, todos os grupos prioritários tiveram mais de 80% dos seus integrantes vacinados, que era a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*