Brasileiros sofrem com medo do desemprego


Cresceu o medo de perder o emprego entre os brasileiros, de acordo com a pesquisa Termômetros da Sociedade da Confederação Nacional da Indústria. O estudo foi feito em 141 municípios do país. E a região Sul registrou a maior taxa de pessoas empregadas e que tem o receio de perder a ocupação. No sul do Brasil, o Índice de Medo do Desemprego chegou a 78,2, contra uma média nacional de 74,7 entre março e junho. O diretor presidente do Ipardes, o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social, Gilmar Lourenço, diz que essa sensação de insegurança é favorecida por fatores externos.

No Paraná, no entanto, o cenário é diferente. Vários aspectos contribuíram para que o Estado viva uma situação mais confortável, e para que o temor seja menor quando o assunto é desemprego.

A agroindústria, a metal-mecânica e a construção civil são alguns dos setores que mais contribuem com a boa posição do Paraná. Em maio, por exemplo, foram pagos os maiores salários do País na Região Metropolitana de Curitiba. A média chegou a 1.900 reais, 8% acima do índice nacional, segundo o IBGE. Os grupos que mais tem medo do desemprego são os jovens e os idosos. A Confederação Nacional da Indústria aponta também que no Sul do País estão as pessoas mais insatisfeitas. O Índice de Satisfação com a Vida da região caiu quase 2%, contra um recuo de pouco mais de MEIO POR CENTO na média nacional entre março e junho.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*