Crise econômica não afetou a plateia dos maiores teatros de Curitiba

(Foto: divulgação/ Teatro Guaíra)

Os espetáculos culturais realizados nos dois maiores teatros de Curitiba reuniram um público estimado de quatro milhões e seiscentas mil pessoas nos últimos dez anos. De acordo com um balanço do Centro Cultural Teatro Guaíra e do Teatro Positivo, mesmo com a crise econômica, a média de público se manteve estável nos últimos anos.

Nos 4 espaços que integram o Guaíra, o número se manteve praticamente o mesmo: cerca de 320 pessoas prestigiaram os espetáculos por ano. Entre os gêneros favoritos do público curitibano estão peças de comédia e musicais, segundo a diretora do teatro, Monica Rischbieter.

O diretor-executivo do Teatro Positivo, Marcelo Franco, tem a mesma percepção do perfil do público curitibano. O espaço, que completou 10 anos, recebeu no período mais de dois milhões e 400 mil pessoas.

Segundo o diretor, o que mais chama a atenção é o volume da plateia dos espetáculos que tem como alvo o público infantil e também os youtubers que reúnem milhares de fãs em eventos do teatro.

Marcelo Franco destaca a participação do público curitibano no setor cultural da cidade. Ele pontua que as mais diversas atrações são bem recebidas pela população local, revelando que o gosto dos curitibanos, quando se trata de arte, é bem eclético.

Por mais que Curitiba sedie inúmeros eventos e seja palco de espetáculos variados, a capital já não é mais vista da mesma maneira pelos produtores culturais e artistas. A diretora do Teatro Guaíra explica que o público daqui já não é mais parâmetro de crítica.

Ela conta que por muito tempo os espetáculos estreavam na capital paranaense para ai então seguir para o restante do País.

Fundado em 1900, o Teatro Guaíra tinha sede onde atualmente fica o prédio da Biblioteca Pública do Paraná. A estrutura foi reconstruída no local onde está hoje, em frente à Praça Santos Andrade, e foi inaugurada em 1974.

(Foto: divulgação/ Teatro Guaíra)

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*