Curitiba mostra ônibus ecológico na Rio+20

Transporte público com biocombustível, ações de coleta seletiva de lixo e criação de parques para preservar o meio ambiente. Estes são os “cases” que serão apresentados pela Prefeitura de Curitiba na Conferência Rio+20, que começou hoje (quarta), na capital fluminense. A experiência de Curitiba, com as inovações na área ambiental, já são conhecidas há anos, tanto que a capital paranaense também já sediou a conferência das partes da Onu em 2006. O principal case que será apresentado na Rio+20 é o novo ônibus híbrido, de acordo com o diretor de transportes da Urbs, Antônio Carlos Araújo.

O “Hibribus” é fabricado pela Volvo, na planta da Cidade Industrial, e deve começar a rodar em setembro, em 30 linhas convencionais da cidade. Além deste “case”, os ônibus Ligeirão também serão citados na Rio+20, com destaque para o uso de biocombustível a base de soja.

Outro destaque é a coleta seletiva de lixo, em que Curitiba foi pioneira no Brasil, em 1989. Atualmente, 85% da população separa os materiais recicláveis daqueles que são enviados aos aterros. E também a criação de parques em áreas de invasão, segundo o prefeito Luciano Ducci.

A apresentação dos “cases” de Curitiba na Rio+20 será amanhã, (quinta), as 11 horas da manhã, no RioCentro. Participam da palestra o prefeito Luciano Ducci; o governador Beto Richa; o presidente da Urbs, Marcos Isfer; entre outros representantes das secretarias municipais.

 

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*