Defesa de Lula protocola novas reclamações contra Moro

Foto: Foto: Filipe Araújo / site Oficial Lula.com – arquivo

A defesa do ex-presidente Lula protocolou no Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas novas reclamações contra o juiz federal Sérgio Moro.

Por meio de nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira informam que o documento encaminhado à ONU mostra “violações grosseiras de direitos humanos” relacionadas à sentença contra Lula na ação penal do triplex, no Guarujá.

Neste processo, o petista foi condenado a nove anos e seis meses de prisão.  A defesa ainda reclama da presença de Moro no lançamento de um filme da Lava Jato que, segundo os defensores, “apresenta o ex-presidente Lula como culpado sem que exista qualquer decisão definitiva contra ele”.

No documento, os advogados ainda dizem que Lula deveria ter sido julgado por um juiz imparcial como é previsto no Pacto de Direitos Civis e Políticos da ONU, do qual o Brasil é signatário. As declarações feitas à imprensa pelo presidente do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4), Carlos Eduardo Thompson Flores, também são alvo de queixa por parte da defesa de Lula.

No entanto, no documento, os advogados do petista não detalham as infrações cometidas pelo desembargador. Esta é a terceira vez que os advogados de Lula recorrem ao comitê para contestar medidas ligadas à Lava Jato que estariam violando direitos do ex-presidente.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*