Escolas de Curitiba não disponibilizam álcool em gel aos alunos

Apesar do aumento dos casos de gripe A em todo o estado, muitas escolas de Curitiba não disponibilizam álcool em gel aos alunos. Medidas de prevenção da doença, como manter os ambientes arejados e ventilados também não tem sido cumpridas segundo estudantes e familiares. A mãe de um aluno do ensino fundamental de uma escola particular de Curitiba, Maria Pacheco, conta que na instituição sempre falta álcool em gel. Na opinião dela, os educadores deveriam se preocupar mais com a proliferação da gripe A.

A estudante do terceiro ano de um colégio estadual da capital, Jussara Santos, também diz que não tem álcool em gel na escola à disposição. Ela conversou com Amanda Menezes.

Já o estudante do sétimo ano de uma escola particular de Curitiba, Juliano Gusso Scholotag (fala-se Cholota), diz que na escola dele os alunos estão bem informados sobre a prevenção.

A Secretaria de Saúde do Paraná foi procurada e informou que antes do início das aulas fez uma nota técnica para informar os educadores da importância de tomar cuidado com a gripe A, como manter os ambientes arejados e as mãos sempre limpas. Em caso de um aluno apresentar sintomas de gripe, o ideal é encaminhar o estudante para uma unidade de saúde. Segundo a secretaria, o álcool em gel não é um item obrigatório nas escolas e o uso é recomendado em locais que não têm água corrente e sabão. Só neste ano, 1.043 pessoas pegaram a gripe A no Paraná e 35 morreram.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*