Gravações telefônicas revelam como presidiário comandava tráfico de drogas

(Foto: Ricardo Pereira/BandNews)

Interceptações telefônicas auxiliaram a polícia a identificar e prender os responsáveis por distribuir drogas no litoral do Paraná. O entorpecente era obtido por meio de um presidiário de Foz do Iguaçu, região oeste estado.

O grupo era coordenado por outro detento: um homem detido na Penitenciária Estadual de Piraquara, já condenador por latrocínio, roubo, porte de armas e tráfico de drogas. Em uma das gravações obtidas pela reportagem, o líder do esquema, Rafael Rodolfo de Castro, conhecido como ‘Some’, conversa com outro traficante, que seria o braço direito dele.

O homem é João Geraldo da Silva, o ‘Véio’. No telefonema, eles negociam 20 quilos, supostamente de maconha.

Em outra ligação, ‘Véio’ faz contato com um terceiro traficante e explica como funciona o esquema de venda de drogas no ponto comandado por ele.

A operação foi realizada na sexta-feira da semana passada e cumpriu 19 mandados de prisão, 24 de busca e apreensão e seis de sequestro de veículos utilizados pela quadrilha. A ação foi chefiada pela delegada Camila Cecconello.

Três pessoas suspeitas de integrar o grupo criminoso são consideradas foragidas – a Justiça chegou a expedir mandado de prisão contra elas, mas os policiais não conseguiram localiza-las. A operação aconteceu em Paranaguá, Matinhos, Pontal do Paraná, Curitiba e Pato Bragado, no oeste do estado.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*