Justiça matém júri popular no caso Carli Filho

A justiça negou os recursos apresentados pelos advogados de defesa, e está mantido o júri popular para o ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho. A decisão foi publicada ontem (quarta-feira) pelo Tribunal de Justiça do Paraná, e partiu do desembargador Ivan Bortoleto.
A defesa do ex-parlamentar encaminhou recursos ao Supremo Tribunal Federal e ao Superior Tribunal de Justiça, pedindo que o réu não fosse julgado no Tribunal do Júri de Curitiba. Com a decisão, os advogados de acusação esperam que o julgamento aconteça no início de 2013.

Carli Filho é acusado de ter causado a morte de dois jovens em um acidente de transito ocorrido em 2009. Segundo exame etílico, o ex-deputado estava embriagado e também em alta velocidade.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*