MPF alerta sobre “concreto risco de fuga” de um dos alvos da nova fase da Lava Jato

Os procuradores do Ministério Público Federal alertaram sobre um “concreto risco de fuga” do operador do MDB, Mário Miranda, um dos alvos da nova fase da lava Jato, deflagrada ontem de manhã (08). Miranda teve a prisão preventiva decretada pela justiça, mas o mandado não foi cumprido.

A Polícia Federal não localizou o investigado em nenhum endereço dele no Brasil. A informação do MPF é de que o operador financeiro reside em Portugal e, de acordo com a análise de fluxo migratório, ele tem entrado e saído do Brasil em espaços de tempo de 30 a 60 dias desde 2016.

De acordo com as investigações, Miranda supostamente representava políticos do MDB e teria recebido US$ 31 milhões em propina através de contas mantidas no exterior. A defesa de Mário Miranda disse que não vai comentar o caso. O MDB afirmou, em nota, que “desconhece detalhes da operação, mas reitera a necessidade de investigação célere em relação aos acusados”.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*