Mulher cai no aeroporto Afonso Pena e tem problemas no atendimento médico

Uma ouvinte da BandNews reclama de problemas de estrutura e no atendimento de emergência do aeroporto Afonso Pena. A mãe da bancária, Katia Alessandra Cardoso, sofreu uma queda na parte nova do estacionamento do aeroporto na sexta-feira, por volta das sete e meia da noite. Ela bateu o rosto no chão, quebrou dois dentes e machucou o joelho. Quando o atendimento foi procurado, a equipe do aeroporto não tinha gazes, não tinha gelo e não prestou o atendimento necessário. Somente pediu para ela levar a senhora até o hospital.


O problema é que Katia não sabia onde ficam os hospitais da região porque ela mora há pouco tempo em Curitiba. Depois de quase uma hora de espera ela conseguiu que a mãe dela fosse levada até um hospital. Masquando chegou ao hospital a mãe dela foi deixada em uma fila com mais de cinquenta pessoas e a equipe foi embora. Ela demorou mais de uma hora para ser atendida.

A Infraero foi procurada e vai verificar com a área responsável pelo atendimento o que aconteceu. A informação inicial é que nesse caso foram seguidos os procedimentos do aeroporto e do padrão de atendimento do posto médico de emergência.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*