Novos biarticulados vão ter redutor de velocidade controlado a distância

(Ilustração: Antonio Carlos Patitucci / SMCS)

Os novos biarticulados que vão começar a circular na cidade a partir do dia 28 de março vão ter tecnologia que reduz a velocidade dos ônibus a distância.

Por meio de monitoramento remoto e geolocalização (GPS), os ônibus vão ser programados para limitação de velocidade em áreas determinadas ou em horários especiais e em regiões próximas a escolas, hospitais e outros pontos de movimento.

Quando programada a velocidade máxima, o carro não ultrapassa o limite mesmo que o motorista pise no acelerador. Segundo o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, a redução de velocidade vai ser usada na Praça do Japão e em outros pontos que vão ser estudados pela equipe técnica da Urbs.

Os novos ônibus também virão equipados com câmeras de monitoramento. Serão oito câmeras por veículo, sete na parte interna e uma voltada para fora. A câmera externa ficará ligada a um monitor no painel do motorista.  O objetivo é servir como apoio para o motorista estacionar o ônibus nas plataformas das estações para melhorar a segurança no embarque e desembarque dos passageiros.

Uma série de assaltos e arrastões foram registrados em Curitiba no começo desse ano. Por isso, as câmeras instaladas nos ônibus também devem gravar o que acontece dentro do ônibus e as imagens vão poder ser usados em caso de algum assalto.

Com quase 28 metros de comprimento, os novos biarticulados serão entregues na cor padrão vermelha. A opção em não continuar com a cor azul nas novas linhas de ligeirões é para flexibilizar a operação dos expressos. Segundo a Urbs, com a mesma cor de ônibus é possível variar a frota quando for necessário.

A diferenciação das linhas vai ser feita com o nome e não com a cor. 25 novos biarticulados devem ser entregues nos próximos dias em Curitiba. Até a primeira semana de abril todos devem estar em circulação.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*