Número de incêndios florestais aumentam 44% em relação a 2017

(Foto: Jose Cruz/Agência Brasil)

O Paraná teve 3.793 casos de incêndios florestais apenas nos primeiros seis meses de 2018. Um aumento de 44% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando 2.516 incêndios foram registrados. As cidades que aparecem na lista das mais atingidas são: Paranavaí, com 391 registros, Maringá, com 298 e Apucarana, com 232. Curitiba teve 214 ocorrências. O aumento nos focos de incêndio no estado é atribuído à falta de chuvas e a baixa umidade do ar. Como não há previsão de chuvas para os próximos 15 dias, a situação pode piorar, já que o mato fica mais seco.

No entanto, muitos incêndios também são causados pelas pessoas, que jogam lixo em terrenos baldios e, muitas vezes, com cacos de vidro que, em contato com o sol, se tornam um dos principais fatores que incidem nas queimadas. A Capitã Rafaela do Corpo de Bombeiros diz que algumas recomendações para evitar esse tipo de ocorrência são não jogar lixo em terrenos, não soltar balões e não jogar bitucas de cigarros, incluindo em rodovias, com áreas próximas às regiões com mata.

Em caso de flagrante de incêndio proposital e sem autorização, os bombeiros devem ser acionados pelo telefone 193. Provocar incêndio é considerado crime ambiental e tem pena prevista de até quatro anos de prisão.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*