Penitenciária inaugurada há um mês ainda está vazia

Inaugurada há quase um mês e ainda sem receber nenhum detento, a Colônia Penal Industrial de Maringá, no norte do estado, se encontra parada e sem autorização para receber qualquer interno.  O atraso de abertura da casa se deve aos reparos exigidos pela equipe de vistoria da Caixa Econômica Federal, já que a obra recebe recursos federais, como explica o diretor do centro semiaberto, Jaicler Marques da Silva.

O Diretor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional, Maurício Kuehne, também garante que o atraso nas obras se deve a falta de pessoal para fazer a vistoria e as condições climáticas que impossibilitou a penitenciária de ser vistoriada.

Kuehne ressalta que está com grandes expectativas de normalizar a situação da delegacia para que logo possa começar a receber internos.

A empresa consultora garantiu que os reparos estariam feitos até sexta-feira, para que a Caixa Econômica Federal possa retornar ao local para realizar a vistoria na semana que vem.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*