Polícia e Justiça pretendem expandir sistema de biometria em estádios para cumprimento de mandados de prisão

(Foto: divulgação/ Demafe)

A Polícia Civil, em parceria com o Tribunal de Justiça, pretende expandir para o maior número possível de estádios no Paraná o sistema de biometria para entrada de torcedores. No último fim de semana, a identificação por meio da digital permitiu o cumprimento de quatro mandados de prisão na Arena da Baixada. Dois homens eram procurados por furto e outros dois por dívidas de pensão alimentícia.

As prisões aconteceram minutos antes do início da partida entre Atlético-PR e Atlético-MG. De acordo com o delegado Clóvis Galvão, da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), essa tecnologia agiliza o trabalho da polícia e reforça, também, a própria segurança no estádio.

Os mandados foram identificados por meio de uma consulta a um serviço de dados de segurança pública, estabelecido no ano passado e que passa a funcionar com a biometria, inicialmente, apenas na Arena da Baixada, mas que deve ser estendido para outros estádios. Somente as polícias Civil e Militar têm acesso a esse sistema.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*