Prazo para tirar título e regularizar situação eleitoral termina em maio

O prazo para que o eleitor regularize a situação perante a Justiça Eleitoral e possa votar nas eleições deste ano termina no dia 09 de maio. Nesta data, também finaliza o período para que os eleitores compareçam ao Tribunal Regional Eleitoral e façam o recadastramento biométrico.

Para fazer a regularização basta apresentar o título de eleitor, o documento com foto e comprovante de residência original dos últimos três meses. O coordenador de comunicação social do TRE-PR, Márcio Jardim, explica quem tem a obrigatoriedade de comparecer ao cartório eleitoral para não ter o título cancelado.

Somente em Curitiba, cerca de 110 mil eleitores estão com o título cancelado e não poderão votar se não regularizarem a situação na Justiça Eleitoral até a data prevista. Márcio Jardim diz que o movimento ainda é pequeno e, por isso, é importante que as pessoas compareçam ao TRE o quanto antes e não deixem para o prazo final.

É importante lembrar que o eleitor só pode buscar os serviços na cidade onde vota ou pretende votar. Ou seja, quem é eleitor em Curitiba, por exemplo, não pode ser atendido em municípios vizinhos.

Termina também no dia 9 de maio o prazo para tirar o título de eleitor, transferir o domicílio eleitoral e solicitar transferência para uma seção de fácil acesso. Quem tem pendências com a Justiça Eleitoral fica impedido de votar, não pode se inscrever em concurso ou tomar posse em cargo público, obter passaporte ou carteira de identidade e renovar matrícula em estabelecimento oficial de ensino enquanto não regularizar a situação.

Em Curitiba, a Central de Atendimento ao Eleitor funciona na Rua João Parolin, 55 – no bairro Prado Velho. O atendimento é de segunda a sexta-feira, do meio dia às 7 horas da noite. Para saber o endereço dos cartórios eleitorais do Estado, o eleitor deve ligar para o telefone (41) 3330-8500.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*