Reabertura de Pedreira Paulo Leminski deve demorar alguns meses

A reabertura da Pedreira Paulo Leminski vai demorar mais alguns meses e a previsão é que o espaço volte a receber shows no começo do ano que vem. O motivo é que a prefeitura terá que fazer algumas intervenções no lugar, como saídas de emergências, sinalização e até a construção de um elevador. Por causa dessas adequações, a prefeitura abriu licitação para as obras no espaço. Até agora, apenas duas empresas disputam a concessão, que também inclui a Ópera de Arame e o Parque Náutico do Iguaçu. O líder do movimento A Pedreira é nossa!, o vereador Jonny Stica, afirma que o processo foi pouco divulgado, o que pode atrasar ainda mais a reabertura do local.

Nesta semana foi realizada a primeira etapa de avaliação das empresas. De acordo com o superintendente de concessões da prefeitura, Wilson Justus, a próxima etapa é analisar os quesitos financeiros, e depois escolher uma vencedora, que será anunciada até o final de julho.

Em fevereiro, a Prefeitura de Curitiba e o Ministério Público do Paraná chegaram a um acordo para liberar o espaço após a implantação de uma série de obras no espaço. A Pedreira está fechada desde março de 2008, quando moradores da região fizeram um abaixo-assinado para reclamar do barulho e da confusão em dias de shows.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*