Receita Federal recebeu dos paranaenses mais declarações do Imposto de Renda do que o esperado

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Mais paranaenses entregaram a declaração do Imposto de Renda do que o previsto pela Receita Federal. De acordo com o balanço divulgado pelo órgão nesta terça-feira (02), 1.819.063  contribuintes prestaram contas ao Leão até o dia 28 de abril. O montante é cerca de 1% a mais do que a expectativa inicial, que era de um milhão e oitocentos. O número de declarações é quase 3% maior do que o total entregue no ano passado.

Já é possível verificar se a declaração foi processada. É necessário acessar o extrato do documento, disponível no portal da Receita Federal e, para isso, é preciso utilizar o código de acesso gerado na própria página. Também é necessário ter em mãos o recibo de entrega do documento anterior. Se a declaração estiver em processamento, é possível que o contribuinte tenha caído na malha fina. Geralmente depois de um mês da entrega a Receita já disponibiliza se o documento tem alguma pendência. O Presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Mauro Kalinke, enumera os erros mais comuns cometidos pelos contribuintes.

Depois de detectados os erros é necessário fazer a declaração retificadora. O procedimento é o mesmo da declaração comum. A diferença é que no campo “Identificação do Contribuinte” deve ser informado que a declaração é retificadora.

Para acompanhar o processamento da declaração o contribuinte deve acessar o site: receita.fazenda.gov.br. Os documentos entregues pelos paranaenses até o último dia 28 representaram 6,4% do total entregue em todo o País. De acordo com o cronograma já divulgado pela Receita Federal, em 17 de junho será liberado o primeiro lote de restituições de 2017. Quem ainda não prestou contas ao Fisco está sujeito a uma multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso. O valor mínimo aplicado é de R$ 165,74 e o máximo de 20% do imposto devido.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*