Roberto Aciolli tem candidatura barrada à reeleição como deputado estadual

Divulgação

Divulgação

O deputado estadual Roberto Aciolli (PV) teve a candidatura à reeleição barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A acusação é de que ele teria feito doações excessivas da própria empresa para a campanha de 2010.

Os R$ 16,5 mil doados pela companhia do candidato foram considerados ilegais, pois ultrapassa o limite de repasse de recursos por empresas, que, na época, era de pouco mais de R$ 7 mil.

A decisão é do ministro Luiz Fux e confirma o entendimento do TRE, que decidiu pela impugnação da candidatura em 20 de agosto. Ainda cabe recurso à decisão. Caso não consiga anular a deliberação, Aciolli pode ficar inelegível por oito anos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*