Setor de neurocirurgia do HC deve ter capacidade dobrada no próximo ano

Foto: Rodrigo Juste Duarte / UFPR

Foto: Rodrigo Juste Duarte / UFPR

O setor de neurocirurgia do Hospital de Clínicas de Curitiba deve ter a capacidade de realização de cirurgias dobrada no próximo ano. Isso porque a instituição adquiriu quatro novos equipamentos, com investimento total de R$4 milhões. Agora, procedimentos cirúrgicos para tratamento de aneurismas, epilepsias e tumores cerebrais serão mais rápidos, mais precisos e com menos riscos para o paciente. Este é o primeiro investimento da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) na instituição.

Segundo o professor responsável pela neurocirurgia do Hospital, Luis Alencar Borba, até hoje, muito equipamentos tinham que ser locados pelo hospital para a realização de procedimentos.

Cerca de 50 procedimentos são realizados por dia na neurocirurgia do HC. Com os equipamentos adquiridos e os novos funcionários que devem integrar a equipe até outubro deste ano, a expectativa é dobrar os atendimentos eletivos. O chefe da neurocirurgia afirma que os ganhos também valem para os alunos da UFPR.

De acordo com o Hospital, uma nova ala deverá ser aberta na instituição no dia 6 de agosto.

Apesar das aquisições, o Hospital de Clínicas enfrenta, desde maio, a greve dos servidores técnico-administrativos, que deixa 57 leitos fechados na instituição. Além de reivindicarem melhores salários e condições de trabalho, os servidores são contra a administração conjunta do HC com a Ebsehr, o que consideram ser uma privatização da instituição.  

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*