TRF4 nega pedidos de suspeição contra Moro feitos pela defesa de Lula

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou por unanimidade, nesta quarta-feira (04), dois pedidos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o juiz Sérgio Moro. Os advogados de Lula questionavam a participação de Moro em um evento em Nova York, em maio, com ligação ao ex-prefeito de São Paulo, João Dória Júnior, do PSDB.

O relator dos pedidos no TRF4, desembargador João Pedro Gebran Neto, não acolheu o entendimento da defesa de Lula de que a presença de Moro no evento levaria a ‘suspeição’ do juiz para julgar os processos relacionados à Operação Lava Jato. Para o relator, a presença de políticos não torna a solenidade político-partidária e ‘não macula a isenção do juiz’. A defesa ainda questionava supostas referências à prisão de Lula durante a palestra de Moro. O desembargador do TRF4 respondeu que é ‘notório que em tais aparições não há pronunciamentos específicos a respeito de processos em andamento’.

Durante o evento, em Nova York, Moro foi fotografado ao lado de Dória e, após ser criticado, disse que a foto ‘não significa nada’ e chamou o fato de ‘bobagem’. Os questionamentos da defesa de Lula no TRF4 foram apresentados no processo que examina a propriedade de um sítio, em Atibaia; e na ação que envolve um apartamento ocupado pelo ex-presidente e um terreno que seria destinado para o Instituto Lula, supostas propinas da empreiteira Odebrecht.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*