Um estudante de 16 anos foi expulso de sala ao se recusar a rezar

O caso foi em Roncador, região de Campo Mourão, no Colégio Estadual General Carneiro. Uma professora de inglês teria pedido um momento de reflexão para o adolescente, que se recusou a levantar e rezar. Imediatamente ele teria sido retirado da sala de aula. O caso foi denunciado para a Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos – que emitiu nota repudiando a atitude do colégio. A Associação tem quase cinco mil associados em todo o Brasil. A diretora Neusa Schmidt de Oliveira não quis atender a reportagem, dizendo que participaria durante todo o dia de reuniões escolares. A Secretaria de Estado da Educação também foi procurada, mas ainda não deu resposta.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*