NacionalServiços

3 filmes para se preparar para House Of The Dragon

O spin-off de Game of Thrones tem sua estreia marcada para domingo (21)

 3 filmes para se preparar para House Of The Dragon

Foto: Divulgação Hbo Max

Game of Thrones é uma série da HBO lançada no dia 19 de março de 2011. A série é baseada na saga de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo” escritas por George R. R. Martin, que começaram a ser publicados em 1996 e até hoje ainda não foram finalizados. Inclusive alguns dos episódios da série foram roteirizados pelo próprio autor. Por conta disso a série ultrapassou os livros trazendo um final que até hoje revolta os fãs.

Mas para além das críticas negativas, Game of Thrones foi uma série que revolucionou a televisão graças aos seus aspectos impecáveis de produção, roteiro, direção, atuação e efeitos especiais. O programa foi considerado uma das séries mais caras de todos os tempos, justamente por conta de todos esses aspectos,chegando a um orçamento de 10 milhões de dólares por episódio.

A série acompanha os personagens na fictícia terra dos Sete Reinos de Westeros no continente de Essos. A história segue diversos arcos e personagens ao longo de seus 73 episódios, divididos em 8 temporadas. A principal linha seguida é a da batalha pelo controle do trono de ferro e, por consequência, dos sete reinos. A história começa quando Ned Stark (Sean Bean), líder de uma das principais casas do reino (Os Stark), é convocado por seu amigo Robert Baratheon (Mark Addy), rei de Westeros, para ser o novo “mão do rei”, sendo basicamente seu principal conselheiro. Porém, logo ao aceitar ir com o rei à Porto Real – cidade onde o rei governa – Ned recebe uma carta da irmã de sua esposa, que dá a entender que a Casa Lannister (casa da esposa de Robert, Cersei (Lena Headey)) foi responsável pela morte de seu esposo, Jon Arryn, o antigo mão do Rei. Fora dos Sete Reinos a narrativa acompanha Daenerys Targaryen e seu irmão Viserys, que foram exilados de Westeros por Robert após a queda do governo de seu pai, e esperam conseguir retornar ao continente e reclamar o que é seu por direito.

Apesar de fictícia, a série traz um enorme realismo se inspirando na época medieval, trazendo muitas intrigas políticas, batalhas e violências. Sobre a violência, a série é até hoje conhecida por ser muito sanguinária, matando tanto personagens terciários, quanto protagonistas, totalizando mais de 6 mil mortes. Mas, ainda sim, Game of Thrones se enquadra no gênero de fantasia ao criar um novo universo com muita aventura, magia, profecias e dragões.  

Neste domingo (21) estreia uma série derivada de Game of Thrones chamada House of the Dragon, que conta uma antiga história do universo de GOT conhecida como Dança dos Dragões. A nova série acompanha a guerra civil entre os meio-irmãos Aegon II  e  Rhaenyra Targaryen, anos antes de Daenerys, que almejam o trono após a morte do pai Viserys I. Para ir se preparando para a nova série confira 3 indicações de filmes que trazem a mesma vibe que o universo de Game of Thrones.

Resumo da matéria:

Coração Valente: Disponível em Star+

Foto: Divulgação

O filme acompanha o escocês William Wallace (Mel Gibson) que foi um dos líderes do que conhecemos com a Primeira Guerra da Independência Escocesa, iniciada no século 12. O protagonista, quando pequeno, acompanhou a morte de seu pai e as injustiças que seu povo sofria, o que o motivou a assumir a liderança da nação em busca da independência do reinado inglês.

A versão do herói é muito mais romântica do que fiel, porém o filme sabe apresentar a dose certa entre batalhas impressionantes e também a medida certa de romance, drama e comédia.

O filme é bastante violento, e Gibson, inclusive, teve que suavizar diversas sequências para que o filme não levasse à censura máxima. Mesmo assim, as batalhas não deixam a desejar, sendo muito realistas, parte disso gerado pelas maquiagens dos ferimentos.

Além disso, é durante uma das batalhas que Gibson se consagra na direção. Durante a batalha de Stirling o diretor faz uso de muitos cortes rápidos e movimentações inquietas de câmera, o que faz com que o público se sinta dentro da batalha, já que aumenta a  sensação caótica de guerra.

Os cenários do filme exploram a beleza da região. Sendo utilizados muitos detalhes e uma decoração interna cheia de armas e acessórios de guerra.

A fotografia do filme contribuiu com o realismo nas batalhas,usando muitos tons escuros, deixa uma atmosfera pesada, não é à toa que ganhou a estatueta de melhor fotografia. A fotografia também faz uso de filtros durante os momentos de romance entre Wallace e Murron MacClannough (Catherine McCormack).

Mel Gibson entrega na direção e atuação um personagem autoafirmação e inspirador que se firma em nome da liberdade. O ator é muito carismático e entrega uma performance cativante. Wallace passa por uma mudança brutal, já que no começo do filme tem sonhos de iniciar uma família, e após uma tragédia pessoal, passa a ser movido por vingança, indo de um homem apaixonado para um guerreiro brutal.

Patrick McGoohan também entrega uma performance convincente na pele do Rei Eduardo I. Mesmo sendo o vilão do filme, o rei é mostrado como um líder nato, muito inteligente e sério, qualidades respeitáveis e marcantes do verdadeiro Eduardo I. O ator também traz uma ótima atuação tomando cuidado com os pequenos detalhes de seu personagem, como a tosse que faz referência a doença que mais tarde o mataria.

Coração Valente é um dos mais completos filmes épicos de Hollywood que, mesmo não sendo 100% verídico aos fatos, ainda sim homenageia o mito escocês com uma obra emocional e visualmente impecável, que influenciou outros longas como o próprio Gladiador, que mais tarde levaria também a estatueta de melhor filme na premiação.

Homem do Norte

Foto: Divulgação

O filme começa no século IX d.C. acompanhando a volta do Rei Aurvandil (Ethan Hawke) para sua família: a Rainha Gudrún (Nicole Kidman) e seu filho, o jovem príncipe Amleth (Oscar Novak/ Alexander Skarsgård). Porém logo após sua volta o rei é brutalmente assassinado por seu irmão Fjölnir (Claes Bang), na frente de seu filho. Depois de assistir sua mãe e seu povo serem tomados pelo assassino, Amleth resolve fugir se refugiando no mar, prometendo um dia se vingar.

O filme foca bastante na Mitologia Nórdica, rituais e profecias e traz uma verdadeira imersão nas tradições e costumes da Era Viking. Dessa forma os aspectos sobrenaturais ocupam uma grande importância no longa, principalmente a profecia em torno do príncipe Amleth. Porém esse aspectos místicos são colocados de maneira crível e convincente com o resto da trama, ajudando na imersão do espectador.

O roteiro é inspirado em um conto, o qual a princípio serviu como inspiração para o próprio William Shakespeare na hora de escrever uma de suas mais famosas obras: Hamlet. O filme tem um certo aspecto teatral, que pode ser visto principalmente em seus diálogos.

A história da vingança pessoal do príncipe também remete a diversas outras histórias como o filme Coração Valente (1995), dirigido e protagonizado por Mel Gibson e em GOT. Para além da trama parecida, a similaridade entre os filmes também está presente na brutal violência. Em Homem do Norte a violência é bem explícita e sangrenta com combates muito bem elaborados e coreografados. A forma como o diretor trabalha com a vingança é muito interessante, já que ela é exposta de maneira cíclica, visto que cada feito de Amleth gera consequências, de certa forma trazendo a frase violência gera violência para a tela.

A fotografia do filme impressiona com tons escuros e cinzentos que acabam dando mais destaque às violências sangrentas nas telas, além de gerar um sentimento de melancolia. A sonorização do longa também se destaca dando espaço para os sons da natureza e da respiração dos atores, o que aumenta ainda mais a tensão e o suspense.

Em relação às atuações todos os atores trazem grandes performances, e sotaques, para a tela, mas o grande destaque é o protagonista, vivido em sua fase adulta por Alexander Skarsgård. O ator traz uma conveniente e poderosa atuação, encarnando em diversos momentos uma verdadeira besta. O ator traz um personagem bruto mas extremamente ferido por seu passado que encontra como força sua vingança contra seu tio, história essa que lembra muito a nossa Arya Stark em Game of Thrones.

Ainda sim, O Homem do Norte é um épico Viking que cumpre as expectativas com um filme super imersivo que traz uma história  interessante  que, mesmo já vista em outras obras, consegue se reinventar e impressionar com impecáveis cenas de luta e ótimas atuações.

A Trologia Senhor dos anéis: Disponível Hbo Max e Amazon Prime

Foto: Divulgação

No mundo fictício da Terra Média o filme acompanha a história do hobbit Frodo Bolseiro (Elijah Wood) que acaba se envolvendo em uma aventura após tomar posse de um anel. Então junto com a ajuda de seus amigos e o poderoso mago Gandalf (Ian Mckellen) Frodo é arrastado para essa jornada com o objetivo de derreter o anel na montanha em que ele foi criado para assim impedir que Sauron, a encarnação do mal, volte a dominar a Terra-Média.

A trilogia é baseada nos livros escritos por J.R.R. Tolkien conta uma épica história e traz uma maravilhosa jornada do herói, além de conseguir a difícil tarefa de adaptar um livro e não só agradar os fãs do livro em questão, mas também quem não leu.

O mundo criado por Tolkien ainda conta com personagens únicos e muito interessantes e performances convincentes  e sólidas de grandes atores como Sean Astin,  Sean Bean , Orlando Bloom, Cate Blanchett, Viggo Mortensen e muitos outros.

A montagem da trilogia também é muito bem elaborada, conseguindo juntar perfeitamente cada narrativa das mais de 9 horas de história, dando a sensação ao espectador de estar presente na aventura de Frodo. Os movimentos da câmera também ajudam nessa imersão parecendo seguir os personagens

A aventura, ainda, é recheada de grandes batalhas e lutas muito bem coreografadas e fluidas. Além disso, a direção também impressiona onde cada frame parece uma pintura, tendo uma ótima composição de luzes e sombras.

A trilogia ainda se consagrou na premiação do Oscar visto que o último filme, Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, não só recebeu a estatueta de melhor filme como também bateu recorde levando para casa 11 estatuetas. 

A trilogia lembra muito Game of Thrones por suas grandes batalhas, cheias de personagens, e seu ar fantástico trazendo criaturas mágicas e profecias. Além disso, a obra de Tolkien serviu de inspiração para o próprio George R. R. Martin para escrever “As Crônicas de Gelo e Fogo”.

Por Carolina Genez com supervisão de Angela Luvisotto

carolina.genez

Caixa paga beneficiários de NIS de final 7

Caixa paga beneficiários de NIS de final 7

O valor médio do Bolsa Família recebido por família equivale a R$ 614,21

Estudo encontra dez novas espécies de leguminosas

Estudo encontra dez novas espécies de leguminosas

Avaliações prévias indicam que grande parte está ameaçada de extinção

Números do Concurso 2558 da Mega-Sena

Números do Concurso 2558 da Mega-Sena

Prêmio principal desta quarta-feira (25) chega a R$ 61,01 milhões

Injúria racial: representação criminal é indispensável, diz advogada

Injúria racial: representação criminal é indispensável, diz advogada

Equiparado ao racismo, o crime agora não prescreve, mas precisa ser denunciado dentro do prazo