CuritibaGeral

Acusado de mandar matar fiscal de combustíveis vai a júri

Empresário Onildo Chaves de Córdova II será julgado na terça. Caso foi em 2017

 Acusado de mandar matar fiscal de combustíveis vai a júri

Fabrizzio Machado foi morto foi morto a tiros na frente de casa (Foto: reprodução/redes sociais)

Ocorre na próxima terça-feira (30), em Curitiba, o júri popular do empresário Onildo Chaves de Córdova II, acusado de ter encomendado a execução do fiscal de combustíveis Fabrizzio Machado. O caso aconteceu em 2017, na capital. A vítima era presidente da Associação Brasileira de Combate a Fraudes de Combustíveis e foi morto a tiros na frente da casa.

Veja mais:

Conforme a denúncia, Onildo, que era dono de postos de combustíveis, encomendou o assassinato por vingança devido às fiscalizações que a vítima promovia em postos da cidade. O advogado de defesa de Onildo, Adriano Bretas, afirma que o empresário é inocente e que isso será esclarecido no julgamento.

Já o assistente de acusação, Luis Roberto Zagonel, afirmou que a família da vítima aguarda uma condenação exemplar.

Outros três envolvidos no crime já foram julgados.

Reportagem: Bárbara Hammes

Avatar

Izabella Machado

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

A polícia foi acionada pelo WhatsApp, que percebeu a atitude suspeita do usuário

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

A servidora assinava documentos e exercia demais atribuições morando fora do país

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Campanha faz parte do Projeto Marco Zero que é um plano arquitetônico de restauro