ParanáGeral

Após ser liberada, BR-376 tem lentidão na região da Serra

Trecho do deslizamento está em pista simples, em ambos os sentidos

 Após ser liberada, BR-376 tem lentidão na região da Serra

Foto: Divulgação/ PRF

Depois da liberação parcial da BR-376, em Guaratuba, no Litoral, motoristas encontram muita lentidão no trecho onde ocorreu o deslizamento de terra na última semana.

Veja mais:

Segundo a concessionária Arteris Litoral Sul, são mais de 13 quilômetros de lentidão no sentido Curitiba e cerca de 20 quilômetros para quem vai em direção a Santa Catarina. O fluxo é mais lento, principalmente, por um trecho de 800 metros, no local do deslizamento, onde a rodovia segue com apenas uma faixa liberada, em cada sentido.

Vídeo: divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) coordena a operação de retomada do fluxo, com viaturas e carros de apoio da concessionária, para orientar o trânsito e manter sinalizada toda a extensão da serra. A expectativa é que o tráfego se mantenha carregado em toda a extensão da rodovia, entre Curitiba e Joinville, por causa do grande número de veículos que devem acessar a estrada.

Em caso de emergência, você pode entrar em contato com a PRF, pelo telefone 191, ou com a concessionária, pelo telefone 0800-725-1771.

Reportagem: Leonardo Gomes.

Avatar

felipe.costa

Menino desaparecido é encontrado junto com o pai no Paraguai

Menino desaparecido é encontrado junto com o pai no Paraguai

Os dois foram encontrados após trabalhos de investigação do Centro Integrado de Operações de Fronteira

Dengue: Paraná confirma mais 12,5 mil casos e sete mortes

Dengue: Paraná confirma mais 12,5 mil casos e sete mortes

Esse é o maior número de casos em um boletim desde o início do período

Varejo tem ano positivo e cresce 0,74% no Paraná

Varejo tem ano positivo e cresce 0,74% no Paraná

O resultado positivo também teve influência de um Natal com boas vendas no comércio

Ponte da Graciosa, no Atuba, está liberada para tráfego

Ponte da Graciosa, no Atuba, está liberada para tráfego

Os serviços foram necessários para evitar uma possível queda de estrutura