Balanço do TRE traz 473 urnas substituídas ao longo do domingo de eleição

(Foto: Taís Santana/ BandNews Curitiba)

O Paraná registrou 582 ocorrências com urnas eletrônicas durante as votações deste domingo (28). 473 equipamentos foram substituídos ao longo do dia. Isso representa 1,7% do total de aparelhos, que era de 26,7 mil. A maior parte dos casos foi registrada em Curitiba, onde 47 aparelhos foram trocados, segundo o Tribunal Regional Eleitoral. Os votos de uma urna em uma seção de Santo Antônio do Sudoeste, no interior do Paraná, foram anulados durante a apuração depois de um problema. O TRE não passou mais detalhes sobre o caso.

O presidente do TRE Paraná, desembargador Luiz Oyama, esteve em algumas das sessões que enfrentaram problemas durante o primeiro turno, em 7 de outubro. Um desses espaços foi o Colégio Positivo Junior, onde cinco eleitores relataram em ata que tiveram dificuldades para exercer o direito ao voto e pediram a impugnação da urna. A reclamação era a de que um dos equipamentos encerrava a votação sem que fosse possível confirmar o voto para a Presidência da República.

Um vídeo sobre a suposta irregularidade chegou a viralizar nas redes sociais após o primeiro turno. Mas, segundo Oyama, nenhuma falha ocorreu nessas seções. Ele afirma que os aparelhos são plenamente confiáveis.

O desembargador diz ainda que o segundo turno é marcado pela agilidade na votação, mas admite ocorrências pontuais na leitura biométrica de eleitores.

Em entrevista durante à apuração dos votos, o presidente do TRE também falou quais os motivos para a substituição das urnas no segundo turno.

Neste segundo turno, os eleitores de 13 estados do país e do Distrito Federal foram às urnas para escolher os governadores e vices e o futuro presidente da República. Nas outras 13 unidades da Federação, o pleito para o governo estadual foi definido no primeiro turno, e os eleitores votaram somente para presidente.

Reportagem: Ana Flavia/ Daiane Andrade /Thaissa Martiniuk