ParanáGeral

BR-277 é condenada e não tem previsão de liberação

A rodovia vai ficar interditada por tempo indeterminado

 BR-277 é condenada e não tem previsão de liberação

Foto: PRF

Após análise técnica feita hoje pela manhã (quarta, 8), geólogos do DNIT condenaram o km 33,5 da BR-277, em Morretes, no litoral do Paraná. O trecho precisará ser completamente reconstruído e permanecerá interditada durante esse período. A operação é de alta complexidade e pode levar meses para ser concluída. O cronograma de obras será definido futuramente pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes, que segue acompanhando a evolução da fenda identificada na terça-feira (7).

PRF/PR

O inspetor Maciel Junior, da Polícia Rodoviária Federal, explica que não há previsão de liberação da BR-277. Enquanto durarem as obras, um desvio operacional será instalado na região.

O policial rodoviário afirma que ainda é cedo para estimar quanto tempo a rodovia ficará interditada. Ele orienta que os motoristas evitem a região, quando possível, ou busquem caminhos alternativos para acessar o litoral do Paraná.

O inspetor reforça que o bloqueio se impõe por questões de segurança, considerando que o trecho poderia ceder a qualquer momento. Considerando esse cenário, o pedido inicial é para que os motoristas adiem as viagens próximas. As opções de desvio são limitadas e as condições estão longe das ideias:

Em resposta à BandNews FM Curitiba, o DNIT informou que não tem um porta-voz para entrevistas. Por meio de nota, o órgão informou que o afundamento da BR-277, na altura do km 33,5 em Morretes, aconteceu em decorrência das chuvas.

Técnicos da autarquia condenaram o trecho e interditaram a pista por tempo indeterminado. Segundo o DNIT, a região está recebendo uma nova sinalização para que um desvio possa ser aberto por uma das pistas que originalmente opera no sentido Curitiba.

O DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná), também por meio de nota, informou que “está disponibilizando os serviços da equipe de Operação de Tráfego Rodoviário, com sinalização de emergência e orientação aos condutores”.

O órgão também afirma que vai procurar o DNIT para entender os detalhes dos danos na BR-277, as análises técnicas e as previsões de melhorias.

Reportagem: Angelo Sfair

Avatar

angelo.sfair

UFPR é eleita sexta melhor universidade do país

UFPR é eleita sexta melhor universidade do país

O Times Higher Education World University Rankings 2024 coloca a UFPR em 6º lugar no

Tempo segue abafado e instável no Paraná

Tempo segue abafado e instável no Paraná

A massa de ar aquecida e úmida segue presente sobre o Paraná neste sábado (24).

Estrutura de armazenamento pega fogo no Porto de Paranaguá

Estrutura de armazenamento pega fogo no Porto de Paranaguá

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido

Censo 2022: acesso a saneamento básico cresce no Paraná

Censo 2022: acesso a saneamento básico cresce no Paraná

Entretanto, mais de 3 milhões de pessoas não têm acesso à rede de esgoto