NacionalGeral

Brasil cai dez posições no Índice de Percepção da Corrupção

Estudo aponta que o país está atrás de Cuba, da Argentina e do Chile

 Brasil cai dez posições no Índice de Percepção da Corrupção

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Brasil está atrás do Uruguai, do Chile, de Cuba e da Argentina no Índice de Percepção da Corrupção de 2023. O material, que foi divulgado nesta terça-feira (30), pela Transparência Internacional, mede como especialistas e empresários enxergam a integridade do setor público em 180 nações. O país soma 36 pontos e ficou na centésima quarta posição.

A queda é de seis pontos e 27 posições no período de dez anos. O gerente do Centro de Conhecimento Anticorrupção da Transparência Internacional Brasil, Guilherme France, aponta que a reconstrução da confiança no setor público é o principal desafio.

Veja mais:

No ranking mundial, o Brasil está com a mesma pontuação da Argélia, da Sérvia e da Ucrânia. Em 2022, o país tinha 38 pontos e estava dez posições à frente, em 94° lugar. As falhas brasileiras estão ligadas às questões: políticas, judiciais, ambientais e tributárias. O especialista destaca que as políticas de transparência podem ser a saída.

A nota vai de zero, como altamente corrupto, a cem, que significa muito íntegro. O país mais bem classificado foi a Dinamarca, com 90 pontos, seguida da Finlândia, com 87 pontos, e a Nova Zelândia, com 85 pontos. Já aqueles com as piores avaliações foram a Somália, com 11 pontos, a Venezuela, a Síria e o Sudão do Sul, todos com 13 pontos, e o Iêmen, com 16 pontos.

Reportagem: Larissa Biscaia

Avatar

Izabella Machado

Umidificador de ar pode ser foco de dengue

Umidificador de ar pode ser foco de dengue

Aparelho depende de higienização e troca de água recorrente

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários NIS final 6

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários NIS final 6

Além do benefício mínimo de R$ 600, há pagamento de adicionais