CuritibaGeral

Defensoria pede esclarecimentos sobre colégio de Curitiba

Ofício foi enviado após relatos de pais de falta de informações sobre ensino integral

 Defensoria pede esclarecimentos sobre colégio de Curitiba

Reprodução/Google Earth

A Defensoria do Paraná enviou um ofício ao Núcleo Regional de Educação de Curitiba pedindo esclarecimentos sobre o caso do Colégio Estadual Máximo Atílio Asinelli, no Uberaba.

Pais e responsáveis de alunos relataram nesta semana à BandNews Curitiba, a falta de informações sobre o ensino integral e más condições do local.

No documento, o defensor público Fernando Rodrigues pede esclarecimento sobre o calendário escolar e problemas na estrutura física do colégio.

O Núcleo Regional de Educação de Curitiba tem o prazo de 10 dias para enviar respostas aos questionamentos. Por meio de nota, a Secretaria da Educação do Paraná informou que ainda não foi notificada.

Pais de alunos do Colégio Máximo Atílio Asinelli relatam que a mudança para o ensino integral pegou todos de surpresa. A técnica de enfermagem Dozia Svistak detalha que houve falta de diálogo entre a instituição e a comunidade.

Em um comunicado assinado pela direção, foi informado que a adoção do modelo foi tratada em uma reunião entre a instituição e representantes da Secretaria em setembro de 2023.

O órgão afirma que a adoção do ensino integral seguiu uma série de critérios, entre eles, estrutura física e de pessoal.

Reportagem: Mirian Villa e Leonardo Gomes.

Avatar

Mirian Villa

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

A polícia foi acionada pelo WhatsApp, que percebeu a atitude suspeita do usuário

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

A servidora assinava documentos e exercia demais atribuições morando fora do país

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Campanha faz parte do Projeto Marco Zero que é um plano arquitetônico de restauro