CuritibaGeral

Dupla é presa suspeita de aplicar golpes em caixas eletrônicos

Prisão ocorreu em flagrante, no momento em que os suspeitos tentavam aplicar um novo golpe

 Dupla é presa suspeita de aplicar golpes em caixas eletrônicos

(Foto: divulgação/PF)

Dois homens foram presos em flagrante, neste domingo (26), suspeitos de aplicar golpes em caixas eletrônicos em Curitiba.

Segundo a Polícia Federal (PF), a dupla utilizava um dispositivo que fazia com que o cartão das vítimas ficasse preso no equipamento.

Os crimes eram cometidos exclusivamente em agências da Caixa Econômica Federal.

Para efetivar o golpe, o cliente, ao perceber que o cartão estava preso, era induzido a ligar para um telefone falso que constava em um adesivo colado no próprio caixa eletrônico. Neste telefone, conforme apuração da PF, um estelionatário se passava por um funcionário da Caixa e conduzia um atendimento semelhante ao real, prestado pelo banco.

A prisão deste domingo ocorreu no momento em que uma vítima estava em chamada com a falsa central telefônica. No momento da prisão um dos suspeitos, inclusive, tentava realizar saques com o cartão da vítima.

Com a dupla foram apreendidos celulares, cartões, garrafas de bebidas alcoólicas e ferramentas utilizadas para violar os caixas eletrônicos.

Os detidos foram indiciados pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa, cujas penas podem chegar a 8 anos de reclusão.

divulgação/PF

Por Leonardo Gomes

Avatar

leonardo.gomes

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

A polícia foi acionada pelo WhatsApp, que percebeu a atitude suspeita do usuário

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

A servidora assinava documentos e exercia demais atribuições morando fora do país

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Campanha faz parte do Projeto Marco Zero que é um plano arquitetônico de restauro