CuritibaGeral

Estuprador é condenado a prisão por abusar de afilhada

Pena aplicada é superior a 36 anos. Vítima tinha apenas três anos

 Estuprador é condenado a prisão por abusar de afilhada

Foto: Divulgação/ MPPR

Um padrinho de uma criança de três anos foi condenado a 36 anos, 10 meses e 5 dias, pelos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

A sentença foi dada nesta quarta-feira (17). Segundo o Ministério Público do Paraná (MP/PR), o homem filmou e armazenou as cenas de vários abusos sexuais. Além disso, o réu também teria armazenado mais de 1.400 materiais de conteúdo pornográfico, entre fotos e vídeos, com crianças e adolescentes.

A denúncia apontou que o condenado teria praticado e filmado o estupro por mais de uma vez. Os fatos teriam ocorrido entre 25 de novembro de 2019 e 1º de junho de 2023. Tanto o criminoso quanto a vítima moravam no mesmo imóvel localizado na RMC. O estuprador está preso desde julho de 2023 e passa a cumprir pena em regime fechado.

Avatar

Giovanna Retcheski

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

A polícia foi acionada pelo WhatsApp, que percebeu a atitude suspeita do usuário

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

A servidora assinava documentos e exercia demais atribuições morando fora do país

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Campanha faz parte do Projeto Marco Zero que é um plano arquitetônico de restauro