ParanáGeral

Duas vítimas de afogamento estão desaparecidas nas praias paranaenses

Os bombeiros fazem as buscas na região desde às 7 horas da manhã

 Duas vítimas de afogamento estão desaparecidas nas praias paranaenses

Duas pessoas foram vítimas de afogamento nesta segunda-feira (26) no litoral do Paraná. Por volta das 16h o Corpo de Bombeiros foi chamado para atender uma ocorrência em entre os Balneários Gaivotas II e Junara, em Matinhos.

A vítima é um jovem de 21 anos, morador de Curitiba. As buscas são realizadas com embarcações, seis viaturas e envolvem 13 guarda-vidas. E na Praia Brava outro jovem, de 18 anos, está desaparecido há mais de 10 horas. O Corpo de Bombeiros foi acionado pouco antes das 7h da manhã.

Veja mais:

Segundo a porta-voz dos bombeiros, capitã Tayane Lima, testemunhas que estavam junto com o rapaz informaram que ele submergiu logo após entrar no mar.

Desde então as equipes do Corpo de Bombeiros percorrem a área com motos aquáticas e apoio de aeronaves. Seis guarda-vidas ajudam nesse trabalho de buscas.

O órgão reforça que os banhistas só devem entrar no mar nos locais protegidos por guarda-vidas e durante o horário de funcionamento do posto, das 08h às 19h.

Corpo de Bombeiros

Reportagem: redação

Avatar

lorena.pelanda

Pista do Contorno Leste é interditada após acidente com caminhão

Pista do Contorno Leste é interditada após acidente com caminhão

Ocorrência foi registrada no limite entre Quatro Barras e Piraquara, no sentido Foz do Iguaçu

Mãe que filmava as filhas menores nuas é presa

Mãe que filmava as filhas menores nuas é presa

A mulher gravava vídeos e realizada transmissões de com conteúdo pornográfico para consumidores desse conteúdo

Vendas de peixe aumentam 30% no período que antecede a Páscoa

Vendas de peixe aumentam 30% no período que antecede a Páscoa

A tilápia e o bacalhau estão entre os pescados mais consumidos no período

Por pouco motorista não é atingido por árvore durante temporal

Por pouco motorista não é atingido por árvore durante temporal

Rajadas de vento de 87 km/h causaram quedas de árvores, em Santo Antônio da Platina