Materiais com nome de Lula como candidato são apreendidos em Curitiba

Por determinação do juiz eleitoral Douglas Marcel Peres, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), a Polícia Militar (PM) apreendeu ontem (27), no Centro de Curitiba, material de campanha da senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT e candidata a deputada federal.

O material, que estava exposto em bancadas da campanha no Calçadão da Rua XV de Novembro, contém fotos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Siva como candidato à presidência da República. O juiz também determinou busca e apreensão no comitê eleitoral de Gleisi e na sede do diretório estadual do PT em Curitiba. A decisão é baseada em determinação do Tribunal Superior Eleitoral que tornou Lula inelegível. O candidato do PT à presidência é o ex-ministro Fernando Haddad.

O uso do nome de Lula em materiais de campanha foi questionado em pelo menos cinco estados nos últimos dias. No Paraná, de acordo com o TRE, as apreensões foram feitas após denúncias anônimas recebidas nas últimas duas semanas. Em nota, o PT afirma que os materiais apreendidos foram produzidos antes da impugação da candidatura de Lula.

De acordo com o partido, desde a confirmação da candidatura de Fernando Haddad à Presidência da República os materiais foram readequados conforme orientação do TSE.

O tribunal autorizou a utilização do nome de Lula no logotipo da campanha de Fernando Haddad e a chamada “Haddad é Lula, Lula é Haddad”.

Reportagem: Narley Resende

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*